terça-feira, 20 de junho de 2017

~~ AÇORES ~~



Música de Rodrigo Leão

~~~ Açores ~~~

Há um intenso orgulho
na palavra Açor
E em redor das ilhas
O mar é maior

Como num convés
Respiro amplidão
No ar brilha a luz
Da navegação

Mas este convés
É de terra escura
É de lés a lés
Prado agricultura.
É terra lavrada
 Por navegadores
E os que no mar pescam
São agricultores 

Por isso há nos homens
Aprumo de proa
E não sei que sonho
Em cada pessoa

As casas tão brancas
em luz de pintor
Quem pintou as barras
Afinou a cor
Aqui o antigo
Tem o limpo do novo
É o mar que traz
De largo o renovo

E como num convés
De intensa limpeza
Há no ar um brilho
De bruma e clareza

É convés lavrado
Em plena amplidão
E o mar traz
As ilhas na mão
Buscámos no mundo
Mar e maravilhas
Deslumbradamente
Surgiram nove ilhas.

E foi na Terceira
Com o mar à proa
que nasceu a mãe
do poeta Pessoa

Em cujo poema
Respiro amplidão
E me cerca a luz
Da navegação
Em cujo poema
Como num convés
A limpeza extrema
Luz de lés a lés

Poema onde está
A palavra pura
De um povo cindido
Por tanta aventura

Poema onde está
A palavra extrema
Que une e reconhece
Pois só no poema

Um povo amanhece

Poema de Sophia de Mello Brayner Andresen
O Nome das Coisas
1977


  Estimados Amigos  
  Vou estar ausente uns dias por motivos de saúde  
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

segunda-feira, 19 de junho de 2017

TRAGÉDIA EM PORTUGAL...




O meu sentido pesar
e profunda solidariedade.
Legendado

Não são imagens dantescas, são o verdadeiro inferno!















Quantas tragédias serão precisas para Portugal criar
novamente o Serviço de Guarda Florestal?


Aos que partiram,
 eterno repouso em paz profunda.
~ Fontes noticiosas.
A - B - C - D - E - F - G - H - I

sexta-feira, 16 de junho de 2017

~ TALVEZ O AMOR ...



~~ 1981 ~~




«Pehaps love is like the ocean
full of conflits, full of pain.
Like a fire when it's cold outside
thunder when it rains.
If I should live forever
and all my dreams come thrue
my memories of love will be of you»

Poema de John Denver
Na íntegra - Aqui

ººººººººººººººººººººººººººººººººººººº


Dias agradibilíssimos e amorosos...
   
Entendendo a Amizade como uma forma de Amor...
                                           
Fontes - A - B - C

quarta-feira, 14 de junho de 2017

«LISBOA, MENINA E MOÇA... »




Poema de Ary dos Santos
 Música de Paulo de Carvalho



Cantado pelo compositor, Paulo de Carvalho


Carlos do Carmo e Mariza no Estádio da Luz


35 artistas em tributo a Carlos do Carmo pelos dois
prémios Grammy 2014


Martinho da Vila, no seu jeitinho brasileiro.

Sugestão - clique numa foto...
Fontes das fotos - A - B - C

segunda-feira, 12 de junho de 2017

SANTO ANTÓNIO DE LISBOA


«A mansidão e a humildade
são as virtudes mais abençoadas aos olhos de Deus»
Santo António de Lisboa


Marcha do navio-escola Sagres - Aqui
Interpretação de Anabela


«Cá vai Lisboa toda ela engalanada!» 




~~ A marcha de Alfama foi a vencedora em 2016 ~~




Santo António nasceu no século XII, em Lisboa, pelo que, é o seu Padroeiro.
Foi batizado Fernando e viria a ser Doutor da Igreja, professor universitário,
um célebre intelectual da Idade Média, canonizado um ano após a sua morte.
Porém, o santo do povo, é mais venerado como socorrista de causas amorosas.
A capital celebra-o e homenageia-o a 13 de Junho,  no seu feriado municipal,
culminação das festividades populares, com o desfile das marchas bairristas
 na noite de véspera, convívios em arraiais onde se petisca sardinha grelhada
e oferecem~se vasos com manjericos. Em cada vaso uma quadra popular.
Pela manhã, realizam-se casamentos.



Fernando António Nogueira Pessoa, ganhou os nomes do seu santo onomástico
Fernando, o nome de batismo e António o nome religioso do Doutor da Igreja.
Nasceu a 13 de Junho de 1 888. porém, não foi abençoado em questões amorosas...
Amante de boas rimas, não foi indiferente à tradição namoradeira do santo popular.
Nos seus poemas - provavelmente juvenis - deixou algumas quadras interessantes.
Vou indicar algumas.

Os vasos de manjerico com as quadras

*
«Tens o leque desdobrado
Sem que estejas a abanar
Amor que pensa e que pensa
Começa ou vai acabar.
*
Toda a noite ouvi no tanque
A pouca água a pingar.
Toda a noite ouvi na alma
Que não me podes amar.
*
Tens uma rosa na mão
Não sei se é para me dar.
As rosas que tens na cara,
Essas sabes tu guardar.
 *
Se ontem à tua porta
Mais triste o vento passou-
Olha: levava um suspiro...
Bem sabes quem o mandou...
*
Todos o dias que passam
sem passares por aqui
São dias que me desgraçam
Por me privarem de ti.
*
Depois do dia vem a noite,
Depois da noite vem o dia
E depois de ter saudades
Vem as saudades que havia.

Quadras ao Gosto Popular
Casa Fernando Pessoa
* * * * * * * *

~~Para os Amigos Brasileiros ~~~
~Feliz Dia dos Namorados ~~

ADENDA
A Amiga Elvira viu ontem na televisão o seu tio de 88 anos
descer a Avenida marchando e enviou-me este vídeo emocionante - Aqui